Banner-Site-fw-fw

RE - Startes: Eragon


Foto retirada do site: https://www.livroseaventuras.com/2016/10/07/resenha-eragon-de-christopher-paolini/

Historinha de Dragões!





Olar!

Vocês devem ter percebido o diferente nome da crítica, não é mesmo? Devo explicar que estamos começando com um bloco novo aqui pro site, O "RE - Startes" que é uma marcação e um bloco que representa nostalgia, para falarmos sobre coisas antigas que nós gostamos e achamos que deveriam ter um cantinho aqui no site. Então, peço o engajamento total de vocês para saber se vocês gostaram do nome e da ideia! E se tiverem alguma sugestão de filme/Jogo/Desenho/Livro antigo só mandar ai nos comentários!

Pessoal, sendo bem honesto com vocês, eu raramente leio livros, prefiro mangás, filmes, séries ou até jogos. Mas livros não me prendem, pois eu tenho a atenção de uma criança de 5 anos. QUALQUER coisa tira meu foco. Mas decidi dar uma chance a Eragon, é um livro que sempre dividiu muitas opiniões e eu achei que seria bacana trazer aqui, mesmo sendo bem antigo.

Então, vamos lá! DRACARYS! ops, livro errado.


Título Original: Eragon
Autor(a): Christopher Paolini
Editora: Rocco
Gênero: Fantasia
Número de Páginas: 468
Sinopse: Quando Eragon encontra na floresta uma pedra azul polida, acredita que poderá ser uma descoberta de sorte para um simples rapaz do campo: talvez sirva para comprar carne que alimentará a família durante o inverno. Mas, no momento em que um dragão nasce de dentro da pedra, Eragon percebe que está diante de um legado quase tão antigo quanto o do próprio Império. Da noite para o dia, de uma vida pacata, ele é lançado para um arriscado novo mundo movido pelas tramas do destino, da magia e do poder. Empunhando uma espada lendária e seguindo as sábias palavras de um velho contador de histórias, Eragon e o leal dragão terão de se aventurar por terras perigosas e enfrentar inimigos sombrios em um Império governado por um rei cuja maldade não conhece fronteiras. Ao jovem Eragon foi dada a responsabilidade de alcançar a glória dos lendários heróis da Ordem dos Cavaleiros de Dragão. Será que conseguirá vencer os obstáculos que o destino lhe reservou? Agora as suas escolhas poderão salvar - ou destruir - o mundo em que vive.

Eragon é o primeiro livro de uma tetralogia chamada de Ciclo da Esperança escrito por Christopher Paolini. O livro conta a história de um humilde garoto que durante sua caçada para ajudar alimentar sua família no período de inverno, encontra uma pedra que foi magicamente teleportada para o local que ele estava. Achando que conseguiria uma boa quantia de dinheiro pela pedra, levou para casa e tentou vender.

Após um desenrolar lento, Eragon descobre que a pedra na verdade era um ovo de dragão, criaturas que todos acreditavam terem sido extintas. Ao tocar no dragão Eragon ganha uma marca chamada de Gedwëy Ignasia, constando que ele e o dragão a partir daquele momento, compartilham um destino.

"Tenha em mente que muitas pessoas morreram por aquilo em que acreditavam. De fato, isso é bem comum. A verdadeira coragem é viver e sofrer por aquilo em que você acredita."

Após isso, diversos eventos se desenrolam na pacata vila de Carvahall, e com um desejo de vingança, Eragon vai atrás de inimigos chamados de Ra'zac. Com o apoio e ensinamentos de Brom, o contador de histórias da vila, Eragon vai descobrindo cada vez mais sobre os deveres e responsabilidades de um Cavaleiro de Dragões.

"Empatia? Que empatia posso ter para com meus inimigos? Devo hesitar quanto a me defender porque isso poderá causar dor a outra pessoa? Se fosse assim, eu já teria morrido há muitos anos! Você deve estar disposto a proteger a si mesmo e às coisas às quais dá valor, não importa a que custo." - Murtagh

Eragon por ser um livro mais juvenil, possui personagens cativantes e muitas vezes até relacionáveis, gosto muito da maneira como Brom é descrito e como suas ações e personalidade rege a história até certo ponto.

Já com dinâmica jovem de Eragon e Murtagh, é mais fácil de ver decisões erradas e ou brigas tolas, mas de uma maneira geral. todos os personagens do livro são bem escritos e feitos exatamente para o seu momento na história.

"O mar é a emoção encarnada. Ele ama, odeia e chora. Desafia todas as tentativas de registrar tal emoção com palavras e rejeita todos os grilhões. Não importa o que digamos sobre ele, sempre haverá algo que não conseguimos desvendar..." - Brom

A escrita que Christopher dá a seu livro é, em alguns momentos, extremamente rebuscada, com palavras difíceis, sem nenhum motivo de estarem naquela frase e, em outros, é tão simples que crianças conseguiriam ler. Acredito que Christopher gostaria de passar um ar mais formal em algumas situações, entretanto como o livro possui uma escrita mais simples e de fácil entendimento, a abrupta mudança de escrita fica estranho e desconfortável.

Já o ritmo que ele dá para a história é divertida e criativa, com situações pontuais de tensão e nervosismo. A história segue um padrão até mais ou menos na metade do livro, quando um personagem importante é assassinado e essa abrupta mudança de personagens na narrativa faz a história dar algumas derrapadas, pelo principal fato de não deixar a gente se acostumar com o personagem novo antes de matar o antigo, na minha visão foi mal feito, pois realmente pareceu uma simples substituição.

"É impressionante que um homem que já esteja morto possa falar com essas pessoas através destas páginas,. Enquanto este livro sobreviver, as ideias dele terão vida.". - Eragon

Em resumo, Eragon é um livro totalmente atual, que infelizmente foi lançado na época errada sendo diversas vezes comparado Harry Potter e outros livros famosos que saíram na época. Eragon não teve a atenção e o desenvolvimento que merecia, apesar de contar com um jogo de PS2 e um filme (muito ruim) acredito que hoje, onde as séries reinam, Eragon iria brilhar de verdade.

Mesmo com alguns deslizes e problemas na narrativa, o livro se sai muito bem no que ele propôs: Criar uma história envolvente e um mundo de magia e mitologia. E cumprindo com maestria essa missão.

NOTA: 4,0/5,0


Postar um comentário

0 Comentários