Banner-Site-fw-fw

RE-Startes: The Breaker

A primeira parte do famoso mangá coreano, THE BREAKER

A primeira parte do famoso mangá coreano, THE BREAKER




Fala pessoal! Tudo certo? Hoje neste RE Startes estarei trazendo somente a primeira parte da obra de Geuk-Jin Jeon. The Breaker. Vou comentar sobre sua continuação o The Breaker New Waves em uma próxima oportunidade.



Primeira publicação: 31 de Agosto de 2007
Ultima Publicação: 27 de Julho de 2010
Autora: Jeon Geuk-jin
Volumes: 10
Editora: Daewon C.I.
Gêneros: Artes marciais, Drama


Sinopse


A história de The Breaker começa quando um professor substituto, Chun-Woo, é introduzido na vida de nosso personagem principal, Yi Shi-Woon.

Shi-Woon é vítima de um pesado bullying em sua escola e muitas vezes até cogitou em tirar sua própria vida, entretanto, isso muda quando ele vê seu novo professor de inglês lutando contra três pessoas sozinho e vencendo sem dificuldades. Daí em diante, ele pede para o seu professor lhe ensinar a lutar, e a historia começa a se desenvolver desse ponto.



Características da história

A primeira parte de The Breaker, tem uma pegada mais leve, o seu começo de apresentação de personagens é bem divertido e faz com que você construa uma relação com os personagens secundários, porém, também no começo, o personagem principal é... Chato! E ele só será desenvolvido como um bom protagonista, do meio pro final de The Breaker. Como essa não é uma review do The Breaker New Waves, eu não posso comentar sobre as ótimas evoluções de caráter e desenvolvimento pessoal que ele terá.

The Breaker é o Shounen padrão. Poderes, personagem principal extremamente focado e forças que vem do além para vencer a luta. Contudo, ele possui uma história apaixonante e escrita de uma maneira muito cativante, o qual aquele que vos escreve relê 2x ao ano pelo menos, religiosamente.




Personagens

Os personagens de The Breaker são bem padrões Shounen, o Mestre super poderoso, a gostosona, amiga/Interesse amoroso e organização do mal. Porém, TODOS eles são bem construídos o que faz você se importar até com os membros da tal organização vilã, coisa que alguns shounens atuais acabam pecando.

Uma coisa muito atraente em The Breaker é que todos eles são bem desenhados e qualidade do design de cada personagem, com proporções e anatomias mais realistas (Dentro dos parâmetros de um mangá ou Manhwa).

E por fim, diferentemente de outras obras, The Breaker consegue trazer um equilíbrio entre personagens principais, Secundários e antagonistas, fazendo com que, nenhum personagem fique saturado.


Sagas

The Breaker é relativemente curto, com somente 72 capítulos, portanto, é quase como se a obra tivesse somente um grande arco, então não existem sagas de vilões diferentes ou "descartáveis" focando em construção de personagem e base para história. Na minha opinão The Breaker foi útilizado somente para um prologo de The Breaker New Waves.




Conclusão

Como um amante da obra e leitor assíduo, eu tendo a ser imparcial. porém, até como amante da obra, sou obrigado a destacar alguns contras: Por exemplo: O ecchi/Fã Service exagerados ao estilo Fairy Tail. O que não melhora em nada em sua continuação, e também o padrão shounen de todas as personangens serem apaixonadas no principal, são clichês que poderiam ser evitados, mas pecam bastante nesse sentido.

Lembrando que isso não atrapalha a obra, só é... exagerado, ainda assim, recomendo fortemente a leitura.




Nota: 4.0/5.0


Postar um comentário

0 Comentários