Banner-Site-fw-fw

Lista: 5 livros de Stephen King de Tirar o Sono


De Pennywise à Jack Torrance, uma lista de tirar o sono.



Ei, Starters!

Acharam que os especiais de terror acabaram? Na na ni na não!

Hoje é dia 02 de novembro, também conhecido como Dia dos Mortos e viemos com mais uma lista literária aqui pra vocês. Eu sei que não falei de Stephen King nenhuma vez durante o mês de outubro, no entanto, hoje irei trazer pra vocês os 5 livros mais assustadores do mestre do terror pra você que quer curtir o feriado da maneira mais arrepiante possível. Depois podem ficar tranquilos que vamos voltar a nossa programação normal e explorar outras temáticas que sabemos que vocês também adoram, porém, agora chegou a vez de falarmos de Stephen King. 

Vamos lá?

Livro 1: It - A Coisa


Título Original: It: A Novel
Número de Páginas: 1104 páginas
Data de publicação: Setembro de 1986
Sinopse: Durante as férias de 1958, em uma pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança... e do medo. O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry. Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permaneceu em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry. O tempo é curto, mas somente eles podem vencer a Coisa. Neste clássico de Stephen King, os amigos irão até o fim, mesmo que isso signifique ultrapassar os próprios limites.

Ohhh, que grande surpresa It estar na lista. Eu li um pouco mais que 20 livros do autor, mas A Coisa ainda segue sendo meu livro favorito do King que criou, ao meu ver, sua história mais coesa e assustadora. Ao longo das 1100 páginas, acompanhamos a saga do Clube dos Otários lutando contra a mortífera Coisa em dois períodos diferentes de sua vida. O livro conta com uma excelente história de background em que vamos acompanhando as angústias de cada um dos personagens enquanto são obrigados a enfrentarem os seus medos mais antigos para enfim derrotarem Pennywise. O palhaço dançarino, por sua vez, usa e abusa de truques e artimanhas macabras e assustadoras para capturarem suas vítimas e confundirem o clube e aqui a mente de King foi longe, explorando cenas assustadoras, sombrias e aterrorizantes (algumas até bem questionáveis). Uma lista de livros do autor sem It, não é uma lista de respeito. Ainda que a adaptação não seja boa (principalmente a parte 2 - crítica aqui), a história é um dos grandes marcos do mundo da literatura e do cinema.

Livro 2: Misery - Louca Obsessão



Título Original: Misery
Número de Páginas: 328 páginas
Data de publicação: 8 de junho de 1987
Sinopse: Paul Sheldon é um famoso escritor reconhecido pela série de best-sellers protagonizados por Misery Chastain. No dia em que termina de escrever um novo manuscrito, decide sair para comemorar, apesar da forte nevasca. Após derrapar e sofrer um grave acidente de carro, Paul é resgatado pela enfermeira aposentada Annie Wilkes, que surge em seu caminho. A simpática senhora é também uma leitora voraz que se autointitula a fã número um do autor. No entanto, o desfecho do último livro com a personagem Misery desperta na enfermeira seu lado mais sádico e psicótico. Profundamente abalada, Annie o isola em um quarto e inicia uma série de torturas e ameaças, que só chegará ao fim quando ele reescrever a narrativa com o final que ela considera apropriado. Ferido e debilitado, em Misery - Louca obsessão, Paul Sheldon terá que usar toda a criatividade para salvar a própria vida e, talvez, escapar deste pesadelo.

Saindo um pouco de assombrações, palhaços assassinos e outras criaturas sobrenaturais, em Misery, King explora a loucura humana para criar um ambiente de terror completamente sufocante. Após sofrer um acidente de carro, um escritor é encontrado e levado até a casa de uma enfermeira para que pudesse se recuperar. O que Paul não sabia é que Annie Wilkers era obcecada por sua pessoa e suas obras, sendo sua maior fã. A partir daí, o escritor passa a ser torturado das mais diversas formas para conseguir um novo livro de uma série que havia sido finalizada. Misery é visceral e eu me lembro de ficar muito agoniado lendo e pensando o que eu faria se estivesse no lugar de Paul seriamente feriado nas mãos de uma mulher capaz de qualquer coisa. É uma obra bem violenta e sanguinária que se destaca principalmente por trazer o "monstro humano" como protagonista e por isso resolvi mencioná-lo nessa pequena lista. 

Livro 3: O Cemitério


Título Original: Pet Sematary
Número de Páginas: 424 páginas
Data de publicação: 14 de novembro de 1983
Sinopse: Louis Creed, um jovem médico de Chicago, acredita que encontrou seu lugar em uma pequena cidade do Maine. A boa casa, o trabalho na universidade e a felicidade da esposa e dos filhos lhe trazem a certeza de que fez a melhor escolha. Num dos primeiros passeios pela região, conhecem um cemitério no bosque próximo à sua casa. Ali, gerações de crianças enterraram seus animais de estimação. Mas, para além dos pequenos túmulos, há um outro cemitério. Uma terra maligna que atrai pessoas com promessas sedutoras. Um universo dominado por forças estranhas capazes de tornar real o que sempre pareceu impossível. A princípio, Louis Creed se diverte com as histórias fantasmagóricas do vizinho Crandall. No entanto, quando o gato de sua filha Eillen morre atropelado e, subitamente, retorna à vida, ele percebe que há coisas que nem mesmo a sua ciência pode explicar. Que mistérios esconde o cemitério dos bichos? Terá o homem o direito de interferir no mundo dos mortos? Em busca das respostas, Louis Creed é levado por uma trama sobrenatural em que o limite entre a vida e a morte é inexistente. E, quando descobre a verdade, percebe que ela é muito pior que seus mais terríveis pesadelos. Pior que a própria morte - e infinitamente mais poderosa.

2019 definitivamente não foi um bom ano para King quando se fala de adaptações cinematográficas. O remake de Cemitério Maldito foi um fiasco total, com mudanças de narrativa e inúmeros furos em seu roteiro, no entanto, o mesmo não podemos dizer do livro que deu origem ao filme. O Cemitério conseguiu superar minhas expectativas e trazer uma temática já batida quando se trata de obras de terror de uma maneira diferente e original. Mais uma vez, King explora o lado secundário de seus personagens e aqui nós temos um pai cuja dor da perda do filho o leva a atitudes extremas para trazer sua família de volta. O livro também tem espaço para muitas cenas macabras e assustadoras. Para o lado sobrenatural, temos a presença zumbis, lendas indígenas e uma criatura maligna que ronda as florestas da região e que contribuem muito para esse clima de terror da história. Totalmente imperdível.

Livro 4: Joyland


Título Original: Joyland
Número de Páginas: 240 páginas
Data de publicação: 4 de junho de 2013
Sinopse: Carolina do Norte, 1973. O universitário Devin Jones começa um trabalho temporário no parque Joyland, esperando esquecer a namorada que partiu seu coração. Mas é outra garota que acaba mudando seu mundo para sempre: a vítima de um serial killer. Linda Grey foi morta no parque há anos, e diz a lenda que seu espírito ainda assombra o trem fantasma. Não demora para que Devin embarque em sua própria investigação, tentando juntar as pontas soltas do caso. O assassino ainda está à solta, mas o espírito de Linda precisa ser libertado - e para isso Dev conta com a ajuda de Mike, um menino com um dom especial e uma doença séria. O destino de uma criança e a realidade sombria da vida vêm à tona neste eletrizante mistério sobre amar e perder, sobre crescer e envelhecer - e sobre aqueles que sequer tiveram a chance de passar por essas experiências porque a morte lhes chegou cedo demais.

Para muitos, esse é um dos livros mais detestados do King. Eu, particularmente me envolvi demais com a história e achei mega divertida, ainda que seja assustadoras em alguns pontos. Veja bem, não é um livro totalmente de terror, mas eu curti muito a temática de um parque mal assombrado enquanto um jovem busca a verdade sobre um terrível assassinato ocorrido no parque alguns anos atrás. É uma história muito bem escrita e eu simplesmente me apaixonei pelos personagens, além de Joyland possuir um dos finais mais tristes e belos dentre os livros do King que li. Vale muito a pena.

Livro 5: O Iluminado 


Título Original: The Shining
Número de Páginas: 520 páginas
Data de publicação: 28 de janeiro de 1977
Sinopse: “O lugar perfeito para recomeçar”, é o que pensa Jack Torrance ao ser contratado como zelador para o inverno. Hora de deixar para trás o alcoolismo, os acessos de fúria, os repetidos fracassos. Isolado pela neve com a esposa e o filho, tudo o que Jack deseja é um pouco de paz para se dedicar à escrita. Mas, conforme o inverno se aprofunda, o local paradisíaco começa a parecer cada vez mais remoto... e mais sinistro. Forças malignas habitam o Overlook, e tentam se apoderar de Danny Torrance, um garotinho com grandes poderes sobrenaturais. Possuir o menino, no entanto, se mostra mais difícil do que esperado. Então os espíritos resolvem se aproveitar das fraquezas do pai... Um dos livros mais assustadores de todos os tempos. 

Abrimos a lista com um grande clássico do King e agora vamos encerrar com outro título de peso: O Iluminado. Um escritor em busca de condições propícias para escrever seu livro e em busca de um recomeço, resolve aceitar a vaga de emprego para ser zelador durante a temporada de inverno do luxuoso hotel Overlook. O que Jack Torrence não imaginava é que estaria levando sua esposa e filho para um local infestado por fantasmas e entidades malignas que vão fazer de tudo para que a família Torrence nunca deixe o Overlook. A popularidade da obra se deu principalmente após o lançamento do filme de 1975 mas no livro há espaço para cenas bem sombrias e macabras, como a aterrorizante mulher do quarto 237. É um livro atemporal e uma das histórias mais imersivas que já li do King.


Quais livros da lista vocês já leram? Colocariam algum outro? Conta aqui pra gente nos comentários e não se esqueça de nos seguir em todas as redes sociais para não perderem nenhuma novidade.

Nos vemos por aí!



Postar um comentário

0 Comentários