Banner-Site-fw-fw

Parasita | Crítica


O que você faria para 'crescer' na vida?



Olá Startes!!

Sei que essa crítica está um pouco atrasada, mas como eu tenho uma política pessoal em tentar não consumir produtos piratas e em nossa cidade o filme só chegou AGORA nos cinemas por causa do Oscar, então eu finalmente tive a oportunidade de assistir esse filme! E cara, como eu fiquei impressionado.

Bora pra crítica?

Título Original: Gisaengchung
Data de Estreia: 7 de novembro de 2019 (Brasil) / Primeira Estreia 21 de Maio de 2019
Direção: Bong Joon-ho
Roteiro: Bong Joon-ho e Han Jin-won
Gênero: Drama, Suspense
Produtora(s): Kwak Sin-ae, Moon Yang-kwon e Jang Young-hwan
Duração: 2h 12min
Sinopse: Toda a família de Ki-taek está desempregada, vivendo num porão sujo e apertado. Uma obra do acaso faz com que o filho adolescente da família comece a dar aulas de inglês à garota de uma família rica. Fascinados com a vida luxuosa destas pessoas, pai, mãe, filho e filha bolam um plano para se infiltrarem também na família burguesa, um a um. No entanto, os segredos e mentiras necessários à ascensão social custarão caro a todos.

Antes de mais nada pessoal, devo avisá-los que teremos alguns spoilers que podem estragar sua experiência/surpresa com o filme, então se você não viu recomendo fortemente você dar uma chance ao filme! Depois você volta aqui e conta pra gente o que achou, que tal?





Bom, devo dizer à vocês que eu realmente fui ao cinema sem saber o que esperar, eu realmente não tinha noção do que o filme se tratava, ouvi algumas pessoas falarem o quão bom ele era, mas nunca me despertou o interesse em assistir (para vocês terem uma ideia, eu fui ao cinema achando que era algo com "zumbis" ou uma releitura do anime Parasyte). Até que no Oscar, um filme Coreano, desbanca filmes como: JoJo Rabbit, Era uma Vez Em...Hollywood e 1917 isso me impressionou E MUITO! Confesso que nunca fui fã do Oscar então não tenho o costume de acompanha-lo com frequência, mas saber que um filme estrangeiro ganhou na categoria 'Melhor Filme' despertou em mim uma vontade gigante em assistir.


Familia Kim em sua casa
O filme começa com a imagem de uma pilha de meias secando perto da janela estreita na casa da familia, logo percebemos que a familia mora em uma especie de "porão" abaixo do nível do asfalto, e a única janela que eles tem dá para uma lixeira, onde constantemente um morador embriagado gosta de urinar. O diretor Bong Joon-Ho criou, de maneira extremamente precisa, um relato sobre o abismo social que existe na sociedade ele conduz a narrativa de uma maneira ousada ao flertar com diversos estilos de gêneros. É engraçado de maneira que nos deixa ansioso, aterrorizante de uma maneira inesperada e romântico com uma grande tensão. Parasita é um filme universal, ele representa tudo que temos hoje na sociedade e por isso foi escolhido como melhor filme.

Parasita parte do ponto onde toda a familia está em uma situação miserável, e desdobra-se de maneira rápida e simples, o filho, Ki-Woo (Woo-sik Choi), começa a dar aulas de inglês à uma garota de familia rica, A família Park, que mora em uma mansão acima de colina. Logo em seguida Ki-Woo cria um plano ao ir se introduzindo na casa dos Parks, quase como um vírus. Nesse momento já entendemos a dinâminca social: A familía Kim, miseráveis e do estrato mais baixo da sociedade e em contra-partida temos a família Park a mais alta casta da sociedade.


Mas o filme vai ficar só nisso? a dinâmica toda, o motivo dele ter ganhado o Oscar de Melhor filme, foi só uma trama em que a família Park descobre que eles não são quem dizem e são demitidos? Onde está a surpresa e as emoções?

Antes de responder essas perguntas, eu tenho que destacar algumas coisas: Parasita não ganhou só como melhor filme, Bong Joon-Ho ganhou na categoria como Melhor Diretor e eu queria falar um pouco sobre isso, alguns pontos que foram colocados no filme que muitas vezes passaram despercebidos por serem mensagens escondidas, o diretor utilizou-se de linhas invísiveis, luz e sombra para contar segredos, Eu consegui achar algumas dessas mensagens e quero trazer para vocês, para que entendam o brilhantismo desse filme.

Os Parks sempre subindo as escadas, nunca descendo
  • Níveis foram usandos para representar as classes sociais destacadas no filme: Os Kim, estão sempre em cenas "descendo" mostrando que ele são a parte baixa da sociedade as cenas de "ascensão" que os Kim possuem são sempre andando atrás dos Parks isso também pode ser deixado claro em onde eles moram enquanto os Kim moram no porão escuro e sujo os Park moram em uma colina ensolarada e limpa.

A linha sempre separando as classes sociais
  •  O senhor Park, durante uma cena, comenta sobre gostar do novo motorista, Ki-taek, porquê ele "não cruza as linhas". Essa linha que ele quis dizer, são linhas invísiveis em todo o filme onde se separa os pobres (Os Kim) dos ricos (os Parks).

 
  •  O diretor também utilizou de artimanhas de "segundo plano", muitas vezes vemos a empregada em cenas fazendo coisas "por trás" de seus chefes. 
A pedra


  •  No começo do filme, Ki-Woo ganha uma pedra de presente de um amigo, essa pedra é a representação de sua ascensão social mas no final, a mesma pedra os manda de volta para a miséria em que ele e a familia viviam.





Vocês sabem de mais mensagens escondidas? Se souberem deixa ai nos comentários!

Bom, voltando agora as perguntas feitas:

A primeira metade do filme, trabalha com uma comédia "ansiosa" em que os pobres, uma vez
Os Kim aproveitando a saida dos chefes
inseridos nas vidas dos ricos, percebem que eles talvez pertençam/mereçam aquele lugar. A sensação é intensificada quando os Park viajam para o campo em um fim de semana para curtir o aníversario de seu filho mais novo, deixando a nova governanta, a mãe da familia Kim (Choong-sook) tomando conta da casa, logo ela deixa toda sua familia entrar na casa e curtir um final de semana de rico. O diretor ao apresentar essa trama de disfarçes à serem revelados e tensão ele já teria um filme digno de ser indicado ao Oscar. Ele entrelaça sua críticas às diferenças de classe social com muita habilidade e sem cuspir suas convicções políticas em cada cena. Os Kim a todo momento estão tentando se elevar, metaforicamente e literalmente, à uma classe social além do seu nível e isso é deixado claro em cenas que os Parks sentem um cheiro estranho nos Kim o cheiro de "pobre". Ou seja, por mais que eles tentassem se elevar, eles não pertencem àquela estruttura social.

O filme muda de dinâmica totalmente, quando apresenta um casal que vive ainda mais abaixo na estrutura social que os Kim, a antiga Governanta e seu marido que mora em um porão subterrâneo escondido na casa dos Parks. Daí em diante Parasita se transforma totalmente, ele deixa de ser uma comédia "ansiosa" e converge para um suspense que não estávamos preparados, resultando no espetacular final do filme.

Parasita tem sim alguns erros ao meu ver, mas são erros bobos que não fazem diferença em como a história é contada e da maneira que ela é contada então acredito ser totalmente irrelevante mancharmos algo tão bem feito com críticas vazias somente para não dar uma nota máxima.

Confesso que saí com um gosto ruim na boca, não sabendo o que havia sentido com o final do filme, se gostava dele ou não, se era um bom filme ou não. Mas após ler algumas notícias e digerir melhor o filme, o que eu senti na verdade foi um 'incômodo' que era para ser sentido por toda a imundíce que é apresentada para nós, então sim, o filme é magnifico e recomendo demais vocês assistirem.


Nota: 5.0/5.0
 

Postar um comentário

0 Comentários