Banner-Site-fw-fw

Teto Para Dois | Resenha


Tiffy e Leon dividem a cama. Tiffy e Leon nunca se encontraram.



Oi, tudo bem com vocês?

Eu sei que não é muito do meu estilo trazer comédias românticas aqui no site (eu não leio muitos, afinal de contas); não sei o que me deu, mas no momento em que vi a capa de Teto Para Dois, primeiro livro da autora Beth O'leary, eu senti que essa seria uma obra que valeria a pena dar uma chance e ler. É sempre bom sair da nossa zona de conforto e dar uma chance para histórias diferentes, não é mesmo? Hoje vim contar pra vocês um pouquinho dessa história divertida e arrebatadora.



Título Original:  The Flatshare
Autor(a): Beth O'Leary
Editora: Intrínseca
Data de Publicação:9 de setembro de 2019
Gênero: Comédia romântica
Número de Páginas: 381 páginas
Sinopse: Eles dividem um apartamento com uma cama só. Ele dorme de dia, ela, à noite. Os dois nunca se encontraram, mas estão prestes a descobrir que, para se sentir em casa, às vezes é preciso jogar as regras pela janela.Três meses após o término do seu relacionamento, Tiffy finalmente sai do apartamento do ex-namorado. Agora ela precisa para ontem de um lugar barato para morar. Contrariando os amigos, ela topa um acordo bastante inusitado. Leon está enrolado com questões financeiras e tem uma ideia pouco convencional para arranjar dinheiro rápido: sublocar seu apartamento, onde fica apenas no período da manhã e da tarde nos dias úteis, já que passa os finais de semana com a namorada e trabalha como enfermeiro no turno da noite. Só que tem um detalhe importante: o lugar tem apenas uma cama. Sem nunca terem se encontrado pessoalmente, Leon e Tiffy fecham um contrato de seis meses e passam a resolver as trivialidades do dia a dia por Post-its espalhados pela casa. Mas será que essa solução aparentemente perfeita resiste a um ex-namorado obsessivo, uma namorada ciumenta, um irmão encrencado, dois empregos exigentes e alguns amigos superprotetores?

Sofrendo com o recente rompimento do seu relacionamento, Tiffy, uma jovem londrina que trabalha como redatora em uma editora ainda vive na casa do seu ex, torcendo por um possível retorno, ainda que ele já esteja até em um novo relacionamento. Seus amigos a aconselham a procurar outra moradia, já que assim ela nunca de fato conseguiria seguir em frente e por um fim em um relacionamento que só a fez mal. Como seu orçamento é curto, Tiffy não possui condições de morar sozinha e voltar a morar com seus pais não é uma escolha. Enquanto procura por vagas em apartamentos, ela acaba se deparando com um anúncio interessante: Um enfermeiro com problemas financeiros está propondo um contrato para sublocar seu apartamento e, mais precisamente, sua cama. Leon trabalha durante a semana no período da noite e os finais de semana fica na casa de sua namorada, dessa forma, durante a parte da noite, seu novo inquilino teria o apartamento todo para ele, enquanto Leon ficava por lá na parte da manhã. Ainda que o acordo fosse muito estranho, a proposta agrada Tiffy: O aluguel estava dentro de seu orçamento e ela nunca se encontraria com Leon, já que trabalhava durante o período em que ele ocuparia o apartamento. Seus amigos não acham a ideia muito segura, mas não conseguem convencê-la: Ela acaba se mudando e começa a dividir a cama com um completo estranho, no entanto, estava tudo bem, já que eles nunca se encontrariam. 

Leon sempre fora um cara muito organizado e logo percebe o movimento furacão de Tiffy em seu apartamento: A moça traz todos seus pertences, o que era justo, já que o apartamento também era dela por um período de tempo, mas seus objetos coloridos e de estampas variadas logo se contrastam com os poucos móveis sóbrios de Leon. Tiffy estava por todos os lugares casa: Velas aromáticas, muitas plantas, um puff extravagante (mas confortável) na sala, mantas, chapéus, sapatos e roupas coloridas espalhadas por toda a casa: Era preciso estabelecer algumas regras para convivência de ambos, no entanto, como fazer isso se nunca nem vira sua inquilina? Juntos desenvolvem um modelo próprio de comunicação a partir de post its espalhados por toda a casa. Ambos fazem concessões que beneficiaram sua convivência, mas acabam se tornando amigos, compartilhando detalhes de suas vidas e outras frivolidades, sempre através de bilhetinhos colados em algum ponto da casa. Aos poucos, os dois criam uma grande conexão, funcionando quase que como uma amizade virtual, porém, vivendo sob o mesmo teto. 

Duas da manhã é um horário horrível para pensar em questões legais. Pior hora de todas. Se meia-noite é a hora das bruxas, duas da manhã é a dos monstros da aflição. 

Teto Para Dois é a história que daria um filme perfeito para a sessão da tarde. É um livro muito engraçado e que rapidamente chama atenção por todos os elementos chave de uma boa comédia romântica estrelada por Sandra Bullock ou Julia Roberts. Ao mesmo tempo, a autora mescla com uma narrativa original e envolvente, misturando a vida de Tiffy e Leon, deixando claro o quanto os dois possuem coisas em comum, além de morarem na própria casa. Como citei lá no início da resenha, é o livro de estreia de Beth e eu amei a escrita dela: Sempre muito certeira, a autora escreve de uma maneira muito gostosa e vai encadeando muito bem as histórias secundárias dos protagonistas com os demais elementos: O relacionamento de Leon com sua namorada extremamente ciumenta e controladora já não vai muito bem, principalmente por conta de seu irmão mais velho, Richie, que havia sido preso um tempo atrás por uma briga. Leon se sente magoado por Kay não acreditar em sua inocência. De uma maneira inesperada, Tiffy acaba encontrando uma maneira de ajudá-lo com essa questão, enquanto Leon tenta a ajudá-la a superar o relacionamento conturbado com Justin e aqui entra a parte mais interessante do livro: Além da comicidade óbvia - e necessária para a obra - Beth aborda diversas questões relacionadas a um relacionamento abusivo, já que muitas vezes, as pessoas acreditam que somente quando há agressão física é que há um relacionamento tóxico, no entanto, as coisas vão muito além disso. Depressão e transtornos de ansiedade também são abordados ao longo da história, mas a autora consegue conectar bem todos esses elementos e o resultado é uma história muito coesa e interessante para se ler, além de extremamente divertida. 



Por ser uma comédia romântica, não podia deixar de citar esses elementos, tão bem escritos e inseridos na obra: Por conta da excêntrica condição de vida de Tiffy e Leon, já se pode imaginar que Teto Para Dois está recheado de cenas hilárias e muita confusão, não é mesmo? Algumas situações são MUITO engraçadas e não dá pra parar de rir. Eu também amei os personagens, principalmente Tiffy, sempre tão expansiva e carismática. A personagem domina qualquer ambiente em que está com sua maneira engraçada e atrapalhada de ser e aos poucos consegue ir mudando o jeito soturno e calado de Leon: O personagem apresenta uma ótima evolução que é muito bem explorada pela autora. Eu realmente achei a escrita de Beth muito envolvente e ainda que a história não traga nenhuma grande reviravolta, revelação ou final surpreendente, é um livro que vai te divertir e te entreter por horas, já que é uma obra que não peca por excessos ou repetições desnecessárias. Além disso, existem inúmeros pontos de questionamentos e reflexões que podemos trazer para nossas vidas.


Obrigada :)
Ando fazendo várias danças comemorativas pelo apartamento, só para você saber. Tipo, danças seriamente ridículas, projetos de moonwalks. Imagino que não seja algo que você costume fazer...


Teto Para Dois é um livro de Sessão da Tarde com uma pegada de Tela Quente: É o tipo de história que te abraça e te envole e tenho certeza que irão se apaixonar pela história e pelos personagens tanto quanto eu. Finalizei a leitura muito feliz por ter comprado o livro e, principalmente, por ter dado uma chance a um gênero pouco explorado por mim. Às vezes é preciso deixar as investigações de lado e mergulhar em uma história leve e divertida. Definitivamente Teto Para Dois é esse o livro.


Nota: 4,0/5,0

Espero que tenham gostado da resenha de hoje. Não se esqueçam de deixarem seus comentários e de nos seguirem em todas as redes sociais. Nos vemos qualquer dia desses por aí.

Até lá. 







Postar um comentário

0 Comentários